sábado, 25 de fevereiro de 2017

CRISTIANISMO A LA CARTE

É crescente a onda de relativização que tem assolado a sociedade contemporânea. Vivemos num tempo em que os absolutos são rejeitados e que todas as questões da vida estão à mercê do ponto de vista e opinião pessoal. Certo ou errado, tudo depende do gosto do cliente. Para muitos, os valores bíblicos que sustentaram a humanidade até os nossos dias já não servem mais, estão ultrapassados, tornaram-se antiquados e estão condenados ao desuso.
evangelho falso

sábado, 18 de fevereiro de 2017

LIDANDO COM DÍVIDAS

Por Sharon Dickens

Na semana passada estava assistindo a um documentário da BBC sobre uma localidade no País de Gales onde as pessoas gastaram muitíssimo dinheiro para se embelezarem. O programa estudou homens e mulheres gastando tudo o que tinham (e o que não tinham) em boa aparência. Eles tinham personal trainers, alongamento de cabelo, bronzeamento artificial, sessões de branqueamento dentário e um homem gastou 1.000 libras (R$ 3.850,00) em uma tatuagem! Eu não conseguia imaginar isso. Essas pessoas estavam estourando os seus cartões de crédito e tomando emprestado de membros da família apenas para terem um “corpo bonito”.
divídas

sábado, 11 de fevereiro de 2017

APRENDENDO COM JOÃO BATISTA

Os discípulos de João Batista ao tomarem conhecimento dos batismos e das grandes obras realizadas por Jesus, imediatamente interpelaram seu mestre acerca da possível concorrência enfrentada por seu ministério batismal. João, por sua vez lhes respondeu com uma simples afirmação: "Importa que Ele cresça e eu diminua!" Provavelmente a consciência de sua vocação e ministério fez dele, segundo o próprio Cristo, o maior dentre os nascidos de mulher. 

sábado, 4 de fevereiro de 2017

O CAOS DA INFORMAÇÃO

Por Artur Eduardo

Cada escritor tem sua forma, seu jeito, suas características. Uma das minhas características é não me ater ao óbvio, apesar de falar muitas vezes sobre coisas óbvias. A leve e quase indiscernível linha que separa o que todo mundo olha mas quase ninguém vê é o que prezo nos textos que escrevo, nos quais procuro fazer jus à máxima que assevera que muitas vezes os detalhes fazem toda a diferença. Falando em “muito”, vê-se muita gente falando de muitos assuntos no meio evangelical atual. Fora uma possível confusão por causa da quantidade de informações – e prioridades -, o todo disto tudo é bom, reitero, quando há um mínimo de “filtro” para o tanto que se diz. E quase todo mundo quer dizer algo hoje em dia, quer ser ouvido; tem algo a dizer, muito a falar e cada qual com suas características.