domingo, 23 de novembro de 2014

Rompendo com a Mediocridade


          Sua vida hoje é o resultado de uma série de fatores que influenciaram no seu desenvolvimento, tais como: formação familiar, educação, ambientes, pessoas, circunstancias e outras coisas mais. Observamos pessoas que tinham tudo para "ser" e não "são" e outras que aparentemente nasceram condenadas ao fracasso, mas que conseguiram alcançar a superação de todas as suas limitações. Por que isso acontece? Tudo depende da mudança de mentalidade. Sem dúvida alguma somos o resultado da imagem que temos de nós mesmos. Somos a soma de nossas crenças, sejam elas positivas ou negativas e isso determinará se o sucesso ou o fracasso dominará nossa vida. Sua vida espiritual; ministerial; profissional, seu casamento, sua família, suas finanças... serão afetadas pela forma como você compreende a Deus, a si mesmo, as pessoas e o mundo ao seu redor.
          Jesus Cristo trouxe ao mundo o Evangelho, que significa "boas novas". Trouxe a humanidade uma mensagem poderosa de salvação, de libertação e transformação. Infelizmente muitos não compreenderam e ainda hoje não compreendem o poder e a relevância da proposta divina. Reduzem a mensagem da cruz ao estabelecimento de um conjunto de dogmas religiosos que mais escravizam o homem do que o libertam. Cristo nos ofereceu um reino, uma nova forma de vida e governo. Antes vivíamos no reino das trevas, sem vida, sem liberdade, governados por paixões e sentimentos que só aprisionavam a alma, promovendo desespero, destruição e morte. As boas novas trouxeram de volta a esperança de uma nova vida, onde o amor, a paz, a prosperidade... pudessem novamente ser alcançadas. Precisamos compreender que o Reino de Deus, antes de tudo é um reino de consciência, onde a vontade divina prevalece. Esse reino é regido por princípios que levam o homem a desfrutar da plenitude em sua existência.
         Jesus nos ofereceu a possibilidade de voltamos a essência, de voltarmos ao projeto original. Mas para que isso aconteça precisamos experimentar o novo nascimento. Esse processo tem constantemente sendo diminuído apenas para o conceito de uma mudança espiritual, ou de natureza; da carnal para a espiritual. Infelizmente se ficar apenas nisso está incompleto, pois o homem não é apenas espírito, é também alma e corpo. A vontade de Deus é que todas as áreas do ser humano sejam alcançadas pelo poder da Sua Palavra. O novo nascimento também compreende uma mudança profunda de mentalidade. Jesus quer mudar nossa forma de pensar, pois isso mudará nossa forma de agir, o que consequentemente acarretará mudanças em todo o nosso viver.
          Nos dois primeiros versículos de Romanos 12, encontramos o apóstolo Paulo nos exortando sobre a importância de submetermos a nossa mente a uma mudança profunda através da exposição às escrituras sagradas. Na primeira carta aos Coríntios, Paulo nos incentiva a termos a mente de Cristo, ou seja a assumirmos a Sua forma de pensar e ver o mundo como um todo. Claro que esse processo não invalidará a nossa personalidade, pois somos seres únicos, pelo contrário fará aflorar a nossa verdadeira identidade que está em Deus.
          Você tem uma imagem ao seu respeito, mas essa pode não refletir o que você verdadeiramente é. Quando você recebe as boas novas da salvação passa a ter a possibilidade de receber novamente a identidade original e com ela desfrutar da vida abundante prometida por Jesus. Com essa nova mentalidade você reeditará os erros e as experiências negativas do passado e terá liberdade para construir uma nova forma de viver. Essa é a liberdade que Cristo prometeu a cada um de nós, pois, para desfrutar as bençãos do Reino de Deus é preciso ter a mente renovada, ter uma visão correta de sua personalidade, pois somente assim será possível a verdadeira submissão a vontade e ao propósito de Deus.