domingo, 23 de fevereiro de 2014

Cartas para Deus


          Ontem tive a oportunidade de assistir o filme Cartas para Deus e confesso que por muitas vezes fui as lágrimas diante dessa bela história de vida. O enredo lançado em 2011 narra a trajetória do garoto de oito anos Tyler Doughtie, que mesmo diagnosticado com um câncer raro no cérebro não desiste da vida e com uma esperança contagiante decide escrever diariamente cartas para Deus. Essas cartas vão parar nas mãos do carteiro Brady McDaniels, que está em meio a um grande drama familiar. Brady resiste no início, mas acaba se rendendo as cartas e fica impactado ao perceber que o menino em momento algum pede por sua cura, mas intercede ao Senhor pela vida de todos que estão ao seu redor.
         Diante daquele cenário inesperado de fé e coragem McDaniels se aproxima do garoto e experimenta uma transformação de vida pela fé, não sabendo que as cartas não mudariam apenas a sua história, mas sim a de todos aqueles que estavam ao redor do pequeno Tyler. A trama nos mostra que mesmo nas mais difíceis adversidades da vida podemos ser instrumentos de Deus irradiando esperança e fé àqueles que estão ao nosso redor.
          Desde o início da trama esperamos avidamente pela cura do menino, o que não acontece. Ai está a beleza da mensagem, pois como está escrito em Isaías 55, os caminhos de Deus são mais altos que os nossos e os Seus pensamentos muito mais elevados que os meus e os seus. Sempre esperamos por algo que entendemos como o melhor, mas o Senhor sabe como transformar em benção situações que aos olhos humanos parecem aterradoras.
            A grande lição de Cartas para Deus é que devemos confiar na soberania divina, mesmo quando as circunstâncias nos levam ao desespero. Não podemos desistir de viver simplesmente porque erramos o caminho ou porque não sabemos o que fazer diante das tempestades da vida. Devemos assim como o pequeno Tyler, olhar para Deus e fazermos de nossa vida a mais bela carta. Dessa forma todos que nos conhecem reconhecerão ao Senhor através de nossa existência. Não perca mais tempo, faça a sua vida valer a pena.
"Vocês demonstram que são uma carta de Cristo, resultado do nosso ministério, escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedram mas em tábuas de corações humanos". 2ª  Coríntios 3: 3.

Tyler Doughtie faleceu em 2005 e seu pai Patrick Doughtie decidiu escrever o roteiro de Cartas para Deus em 2007 como forma de levar esperança a milhares de famílias que são vitimadas pela câncer.