segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Prioridade Três: Vida em Família


          Gostaria de começar essa postagem tecendo um pequeno comentário sobre o último filme dos irmãos Kendrick, intitulado "Courageous", "Corajosos" em português. O drama retrata a vida familiar de um grupo de amigos, membros de uma corporação militar, que diante da morte trágica da filha de um deles, decidem dirigir suas famílias de acordo com os princípios bíblicos. É uma bela estória, que emociona do início ao fim. O longa destaca a importância fundamental dos pais na formação integral dos filhos e que a falta dessa participação é a maior causa da degeneração generalizada vivida na sociedade atual.
          Refletimos nas publicações anteriores sobre a importância de colocarmos ordem em nossa vida interior, para que pudéssemos lograr êxito nos desafios que temos pela frente. Já abordamos sobre a importância de colocarmos Deus em primeiro lugar em nossas vidas e sobre a importância de estabelecermos através do casamento uma aliança com Cristo e com o nosso cônjuge. Agora estamos falando sobre a necessidade de edificarmos uma altar para o Senhor no meio de nossa família e que isso dependerá do cumprimento dos dois requisitos anteriores.
          Encontramos no Salmo 127, versículo três a seguinte afirmação: "Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão". Muitos não tem dimensionado a relevância do que está escrito nessa frase. Pois, significa que o Senhor nos deu filhos para que pudéssemos guiá-los para o cumprimento da Sua vontade. Como pai e mãe temos um papel indispensável e intransferível para com a nossa descendência, haja vista, que nossos herdeiros precisam dos nossos exemplos e ensinamentos para receberem as bençãos do Senhor, tais como: afirmação sexual, liberação para a prosperidade, caráter, fé, etc... em todas as fases de suas vidas.
          A ignorância e a consequente negligência para com o cumprimento dessa missão divina tem levado às gerações aos conflitos de identidade e consequentemente à toda sorte de mazelas presentes em nosso meio. Como sacerdotes do lar devemos nos levantar e preparar o caminho para a próxima geração, conscientes de que isso terá início no seio de nossos lares, pois do que adiantará ganharmos milhares de almas para Cristo e perdermos os membros de nossa amada família? Que em 2013 você decida ser uma benção no meio da sua parentela e dessa forma todos possam conhecer a Cristo através de você. Amém.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desse post?