sábado, 5 de janeiro de 2013

Prioridade Dois: Vida com o Cônjuge


          Continuando com a série Estabelecendo Prioridades, abordaremos hoje a importância de estabelecermos um relacionamento conjugal saudável. Assim como refletimos na publicação anterior, onde destacamos a importância de colocarmos a vida com Deus como primazia para com isso alcançarmos o sucesso em todas as áreas de nosso viver, de igual forma deve acontecer com o casamento. Haja vista, que nele é formado o lar, o ambiente indispensável para a formação e manutenção de uma família abençoada.
          Quando falamos de casamento à luz da Bíblia, falamos de uma aliança a três: homem, mulher e Deus. Entendemos então que a base para a sustentação desse pacto está no Senhor, portanto, à Sua Palavra deve nortear todo o relacionamento. Infelizmente vivemos numa sociedade imersa numa completa inversão de valores, que a cada dia se afasta mais do propósito do Criador. Essa transgressão tem cobrado um preço cada vez mais caro. Veja que a medida que os valores familiares vão sendo degradados, os índices de várias mazelas, tais como drogas, abortos, gestações precoces, DSTs... vão crescendo vertiginosamente. 
          Tudo isso surge com a banalização e vulgarização do sacerdócio do matrimônio. Deus quando formou homem e mulher, estabeleceu uma aliança com Ele e designou funções específicas e intransferíveis para os mesmos, para que através do cumprimento destas, pudesse nascer e se consolidar o ambiente familiar saudável e seguro para a criação dos filhos e assim continuamente. Através desse entendimento compreendemos que quando tais funções são negligenciadas ou invertidas ocorre a quebra da aliança, que consequentemente levará o casamento para fora do propósito divino, acarretando a sua ruína.
          Em nenhum outro tempo o número de divórcios foi tão alarmante como nos nossos dias, pois vivemos na era do se não deu certo é só trocar. Infelizmente não é tão simples assim. Gosto muito de uma frase do Pr Josué Gonçalves, que Diz: "Nenhum sucesso justifica o fracasso de uma família!". Isso é verdade, pois num divórcio todos são prejudicados, tanto o casal quanto os filhos sempre carregarão as sequelas para as suas vidas e relacionamentos. Vale ressaltar que até mesmo os matrimônios alicerçados no Senhor passam por momentos de dificuldades, porém, nunca consideram a hipótese de separação, pois, confiam no Senhor e na Sua fidelidade para com o pacto estabelecido no altar.
          Em 2013 renove os seus votos com o seu cônjuge e submeta-se à missão que Deus confiou a você como esposo ou esposa. Não deixe que o relativismo e a sedução desse mundo sem Deus arruínem o compromisso que você consolidou diante de Cristo. Entenda que você foi estabelecido como sacerdote no seu lar e que seus filhos dependem de sua fidelidade e obediência para receberem as bençãos e promessas do Senhor em suas vidas.  

2 comentários:

  1. Importante notar DEUS uniu Homem e Mulher,isto foi Perfeito, qualquer mudança, Homem e Homem, Mulher e Mulher, separação, fogem do plano de DEUS.

    ResponderExcluir
  2. Embora às vezes sejamos pegos e jogados fora do plano original de Deus para a família, Deus sempre que nos coloquemos em suas mãos, nos coloca de volta no caminho, com suas mãos carinhosas, mas às vezes com seu cajado. Força e honra!

    ResponderExcluir

O que você achou desse post?