terça-feira, 22 de maio de 2012

A Sedução da Pornografia


        A pornografia é com certeza uma das armadilhas mais efetivas de Satanás. Em nenhum momento na história o ser humano esteve mais exposto aos materiais pornográfico como na atualidade. São milhões de sites com conteúdos explícitos e altamente danosos que dia após dias banalizam e trazem para o cotidiano da sociedade um sem número de práticas pervertidas. A industria do entretenimento "adulto" é bilionária e cresce num ritmo cada vez mais acelerado, atingido não somente o seu público alvo, mas, adolescentes e até crianças que em alguns casos contam com o incentivo de familiares. 
          Nós, como pais, nos vemos numa situação delicada, haja vista, que não podemos colocar nossos filhos dentro de uma redoma de proteção contra esse mal e em alguns casos somos afrontados até no ambiente escolar. E o que falar da programação televisiva, cada vez mais afundada num mar de mediocridade e baixaria? É muito complicado, mas, precisamos nos posicionar e passar a ter um comportamento mais atento em relação as influencias que nossa família sofre.
        Os evangélicos não estão fora dessa triste realidade, pois, até dentro de nossas igrejas vemos a exposição da sensualidade e do erotismo rotineiramente. Sem contar com o envolvimento de cristãos e líderes religiosos com tais práticas, que assolam as famílias, as congregações e os ministérios. Infelizmente, vez por outra nos deparamos com escândalos sexuais envolvendo líderes religiosos, mas, o que ocorre no púlpito é apenas um pequeno reflexo de uma realidade que assola o meio evangélico. O presente cenário nos entristece e nos alerta para o cuidado que devemos ter para com esse grande mal. Devemos entender que os pecados de origem sexual levam o indivíduo à cegueira espiritual, ao entenebrecimento da mente e consequentemente a morte espiritual. Aqueles que estão envolvidos com esse problema precisam procurar ajuda especializada e um acompanhamento pastoral efetivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desse post?