quarta-feira, 9 de maio de 2012

Por Que Tarda o Pleno Avivamento


         Esse é o título do livro de maior vendagem do autor norte americano Leonard Havenhill. Nesse livreto, escrito em 1959, o escritor nos faz uma pergunta extremamente inquietante: Por que tarda o pleno avivamento? Note que já se passaram 53 anos que tal questionamento foi levantado, e quando observamos para as igrejas evangélicas como um todo, voltamos a nos questionar: Onde está o avivamento verdadeiro? Salvo algumas exceções, como a grande obra da Igreja na Nigéria. O que vemos e muito barulho e pouco resultado efetivo, além das muitas distorções com nome de avivamento. É bem verdade que em nenhum momento na história houve tantas pessoas denominadas cristãs. Entretanto esse exército de evangélicos não tem refletido o caráter de Cristo para o mundo perdido, não tem provocado mudanças significativas nos ambientes que vivem. Quando estudamos sobre os avivamentos que ocorreram no desenrolar da história, podemos observar que todos foram precedidos de oração, jejum e santificação. Observe o que João Wesley escreveu sobre o avivamento wesleyano:  "Pela fé e pela oração, fortaleça as mãos frouxas e firme os joelhos vacilantes. Você ora e jejua? Importune o trono da graça e seja persistente em oração. Só assim receberá a misericórdia de Deus." O mesmo aconteceu com outros avivalistas como Jonathan Edwards, autor do célebre sermão "Pecadores nas mãos de um Deus irado." O genuíno avivamento nasce quando cristãos decidem consagrar-se profundamente a Deus. 
          Outro fator importante que sempre marcou as manifestações de Deus no meio de Seu povo, é que a benção divina extrapola os limites da Igreja e alcança a sociedade como um todo. Eu não acredito em avivamento dentro de quatro paredes, pois quando o Espírito Santo de Deus é atraído pelo clamor da Igreja, Ele muda toda a sociedade ao redor. Vemos um caso recente na cidade de Olmolonga, na Guatemala. Aquele pequeno distrito era dominado pelo ocultismo, pelos vícios e pela miséria. Os cristãos daquela cidade eram oprimidos e nunca conseguiam lograr êxito na evangelização. Até que um dia decidiram consagrar-se profundamente a Deus e começaram a importunar os céus com petições a favor daquele lugar. Dentro de um tempo a graça de Deus começou a se manifestar de maneira tremenda naquela cidade, através de curas, libertações e grandes milagres. Como conseqüência, as pessoas começaram a se converter, abandonando o ocultismo e assumindo uma nova mentalidade. Após alguns meses começaram a produzir abundantemente, fortalecendo e dinamizando o mercado local com a geração de emprego e renda. Os prostíbulos e bares fecharam as portas, a violência caiu drasticamente, ao ponto de fecharem a delegacia do lugar. Tudo porque Deus visitou Olmolonga. Existem muitas profecias que dizem que o Brasil será o palco do último avivamento, porém, para que isso de fato ocorra, nós como Igreja redimida precisamos pagar o preço de consagração e bombardearmos os céus com o nosso clamor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desse post?