terça-feira, 8 de maio de 2012

O Peso da Cruz


          Em Lucas 9: 23 está escrito: "E dizia a todos: Se alguém que vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me". Com certeza esse é o maior desafio de cada discípulo de Jesus Cristo. Muitos compreendem esse texto de forma equivocada, pois, identificam a cruz com enfermidades, problemas familiares e outras mazelas. Acreditam que problemas geralmente oriundos da quebra de princípios bíblicos, constituem-se na cruz que devem carregar por toda a vida. Ledo engano! Jesus quando referiu-se a necessidade que cada cristão tem de carregar a sua cruz, falava de algo provavelmente até mais complicado do que uma enfermidade ou problema familiar. Analisando esse texto minuciosamente, vemos que o Messias destacou três características que marcam seus seguidores:
  1. Renúncia (negue-se a si mesmo) - Jamais seremos verdadeiros cristãos, se não nos esvaziarmos de nós mesmos. Precisamos entender que durante toda a nossa vida, vamos acumulando uma série de coisas que preenchem o nosso viver (hábitos, vícios, costumes, etc.), constituindo-se em verdadeiros impedimentos para o enchimento do Espírito Santo, haja vista, que não podemos encher algo que já está cheio. Por esse motivo a conversão muitas vezes é comparada com a morte, pois uma morto está totalmente vazio.
  2. Decisão (tome cada dia a sua cruz)- A cruz relatada nesse texto trata do compromisso diário de transmitirmos o Evangelho de Cristo, tanto por palavras, como pelo nosso testemunho. Entretanto, só poderei seu um transmissor da presença de Deus, se antes, for portador da mesma. Analise e veja como muitos evangélicos tem dificuldade de falar de Jesus. Isso ocorre porque é muito difícil falar de quem não conhecemos. O Evangelho é muito mais que um código moral e ético, pois, trata da revelação do Filho de Deus e tem poder para levar o ser humano a uma experiencia real com o Criador, somente assim poderemos afirmar que conhecemos a Deus.
  3. Atitude (siga-me) - Seguir a Cristo verdadeiramente é a decisão mais difícil que um individuo pode tomar, pois, exigirá do mesmo uma atitude diária de renuncia e submissão ao propósito de Deus. Essa atitude muitas vezes confrontará nossa vontade, emoção, projetos e em alguns casos até a razão. Contudo devemos sempre seguir adiante com a convicção de que Aquele que começou a boa obra em nós é fiel para completá-la.
         Diante desse entendimento, podemos ver com clareza a profundidade do que está escrito em Mateus 16: 25: "Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á." Não é fácil mesmo! Ser um seguidor de Cristo implica em simplesmente abdicar de sonhos, projetos e vontades que não estão em consonância com o propósito maior de Deus para as nossas vidas, mas, não se desespere, pois o projeto do Criador para a mim e para você é infinitamente superior aos nossos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desse post?