terça-feira, 15 de maio de 2012

O EVANGELHO E AS REDES SOCIAIS

Não há como negar que o advento das redes sociais trouxe uma contribuição significativa para a propagação do Evangelho do Reino. Hoje, com os avanços tecnológicos podemos compartilhar a fé em tempo real com pessoas do mundo inteiro, inclusive com aquelas que residem em países com perseguição religiosa. Através das redes sociais podemos assistir e produzir a diversos tipos de conteúdo, além da possibilidade da interação em sites como o Facebook, Twitter e o Youtube, por exemplo.

Outro fator que considero formidável nessa nova maneira de compartilhar a fé é a possibilidade da interação com pessoas de fora do nosso círculo de amizade real, o que nos dá a possibilidade de ter uma visão mais ampla do cristianismo, pois, passamos a observar as manifestações de Deus por intermédio de vários pontos de vista. Além disso, temos a oportunidade de nos conectar com cristãos de outras nações, de outras culturas e crescer com testemunhos do cristianismo em contextos tão distintos do nosso.

Entretanto, existe também o lado negativo destas ferramentas, pois, assim como disseminam coisas boas, também são usadas para a difusão e apologia de heresias, de pornografia, de ocultismo, de pedofilia e de tantas outras mazelas humanas. O cristão que tem acesso as redes sociais e a internet precisa se resguardar para não cair nas ciladas do inimigo. Como bem nos ensina a Palavra de Deus, precisamos acessar a rede com ordem e decência, sempre com a consciência que mesmo a sós estamos sendo observado pelo Senhor.

"Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca". Mateus 26:41

Recentemente coloquei em minha linha do tempo no Facebook a seguinte expressão parafraseada de um conhecido adágio popular: "Mostra-me o teu face e eu te direis quem és!" Parece brincadeira, mas não é. Haja vista, que boa parte dos cristãos deixam transparecer sua verdadeira identidade através de suas páginas pessoais nas redes sociais. E o que vemos em muitos casos é um testemunho totalmente antagônico ao que professa a  fé cristã. Isso, diga-se de passagem, dificulta ainda mais a propagação da mensagem de Cristo.

Portanto, como servos do Messias devemos usar essas tecnologias poderosas para a difusão da mensagem da salvação, entendendo que as redes sociais não são armas do diabo, pelo contrário, são apenas ferramentas, podendo ser usadas para o bem ou para o mal. Fico feliz em ver que a Igreja do Senhor amadureceu nesse aspecto e que desde cedo ocupou seu espaço no mundo virtual, não cometendo os erros do passado, quando ensinou que tecnologias como a televisão, por exemplo, eram instrumentos de Satanás para destruir a Igreja.

Devemos usar tudo aquilo que estiver à nossa disposição para cumprir a grande comissão do evangelho, pois, essa é a vontade de Deus. O Pai confiou aos seus filhos os mais diversos talentos que se manifestam na produção de vídeos, elaboração de textos, composição e interpretação de canções, animações... que podem e devem ser usados como armas poderosas nesse mundo cada vez mais virtual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desse post?