domingo, 20 de maio de 2012

O Ensino Esquecido


          Mordomia cristã - O ensino esquecido. Infelizmente essa é uma triste realidade em nossos dias. Acredito que boa parte das pessoas que frequentam hoje as igrejas evangélicas nunca ouviram falar sobre isso. O ensino sobre mordomia cristã é fundamental para o amadurecimento da congregação e com certeza previne boa parte dos problemas enfrentados por pastores na atualidade. Pois, o cristão que entende a sua posição de despenseiro das bençãos de Deus será muito mais efetivo no serviço cristão. Creio que o fator responsável pelo abandono dessa doutrina é o humanismo, haja vista, que essa filosofia coloca o ser humano no centro do universo, inflando seu ego e lançando-o na perdição do egoísmo. É fato que essa corrente do mal está se enraizando cada vez mais nas congregações cristãs, através das mensagens de auto-ajuda, das canções antropocêntricas e da venda de milagres.
          O que podemos fazer para resgatar o conceito de mordomia cristã? Onde eu não sou dono do que tenho, mas apenas uma administrador das coisas de Deus. Onde o centro da minha vida está no criador e não nas satisfações temporárias de minhas necessidades. Não é fácil e talvez seja até um caminho sem volta. Quando analisamos a igreja do primeiro século podemos observar a prática da mordomia, que gerava o verdadeiro sentido da comunhão (comum união ou união comum), onde cada irmão repartia de seus bens com os mais necessitados.
          Infelizmente, a nossa realidade hoje é bem diferente, pois, temos vivido na perspectiva de que Deus tem a obrigação de nos curar, prosperar e servir, o que é uma clara inversão de valores. Vejo abismado as pessoas encarando o Criador como um mordomo pessoal, que a cada momento está disponível para a satisfação de uma nova solicitação. Está tudo errado! Deus nos chamou para sermos mordomos em tudo que temos, ou seja, para administrarmos tudo o que Ele colocou em nossas mãos na manutenção de Sua obra e no amparo aos mais necessitados. Não nascemos com bem algum e quando morrermos não levaremos nada. Então, por que viver de maneira tão egoísta? Entregue tudo que é seu ao Senhor e decida ser um fiel mordomo de tudo aquilo que Ele confiou e confiará a você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desse post?